20/07/17

Música | "Domingos com Música" | Concerto no Órgão Histórico de Nossa Senhora da Guia | 23 de Julho | 11h00 | Museu de Angra do Heroísmo


Este domingo a música volta ao coro da Nossa Senhora da Guia pelas 11 horas. O concerto no órgão histórico existente naquele templo será protagonizado pelo maestro Gustaaf van Manen.

Consulte o anexo para mais informações.

19/07/17

Oficina de Navegação Astronómica | "Não Há Terra À Vista" | 22 de Julho | 10h00 | Auditório do Museu de Angra do Heroísmo



Sabia que Polinésios antigos se orientavam em alto mar, com recurso a técnicas diversas, entre as quais se contava o uso de um arpão curvo. A sociedade tecnológica e industrial, embora não tivesse falta de arpões, tinha de ir mais além. Então, a partir de instrumentos náuticos bem conhecidos, como o astrolábio e o oitante, concebeu o sextante, um sofisticado aparelho óptico, que só viria a ser destronado pelos modernos satélites e pelo sistema GPS.

Os princípios de funcionamento do sextante são agora desvendados a um pequeno grupo de leigos interessados no tema, entre o público do Museu de Angra do Heroísmo, sábado, dia 22 de julho, pelas 10h00, numa formação de frequência gratuita, que terá como formador Heliodoro Silva.

As inscrições, limitas a 8 adultos, decorrem através do mail museu.angra.agenda@azores.gov.pt ou do telefone 295240800.

Arte | Palestra | “A LUZ, A COR E A ARTE”, da autoria de Rui Melo | 21 de julho | 18h00 | Biblioteca Pública e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro | Angra do Heroísmo




“A LUZ, A COR E A ARTE”

Palestra da autoria de Rui Melo


Data: 21 de julho

Hora: 18:00

Local: Biblioteca Pública e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro

Público-alvo: jovens e adultos


A Biblioteca Pública e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro promove no âmbito da exposição “Arca do Tempo”, uma palestra da autoria de Rui Melo intitulada “A Luz, a Cor e a Arte”, que pretende estabelecer uma ligação entre o fenómeno físico da luz, enquanto parte percecionada do espectro eletromagnético, a procura incessante da reprodução tecnológica da cor pelo Homem e a sua utilização na Arte, sendo assim, transformada em instrumento de comunicação.

São abordados os conceitos fulcrais na compreensão da luz e da cor, como a síntese aditiva (cor-luz), a síntese subtrativa (cor-pigmento), a sua evolução na atividade humana e o papel da Arte enquanto fator precursor no seu desenvolvimento, destacando-se o contributo do artista plástico e estudioso da cor, o pintor suíço Johannes Itten, enquanto parte do fenómeno Bauhaus, com a sua obra basilar “Art de la Couleur”.


Rui Melo é artista plástico, nasceu na ilha Terceira, em 1973. Licenciado em Artes Plásticas-Pintura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa, em 2002. Expõe regularmente desde 1994 e está representado nas coleções “ARQUIPÉLAGO – Centro de Artes Contemporâneas” Ribeira Grande – Açores, Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Ponta Delgada; Museu de Angra do Heroísmo; Aeroporto Internacional das Lajes, Via Sacra da Sé Catedral de Angra do Heroísmo e em coleções particulares em Portugal, Áustria, Noruega e Estados Unidos. Foi premiado com “ARTE HOJE 2014” – Sociedade Nacional de Belas Artes,

Lisboa. Exerce a docência (Artes Visuais – 3ºciclo do ensino básico e secundário) desde 2003.

Desporto | Travessia do Potro da Horta em Jangada a Remos | 11 de Agosto | Incrições abertas até 31 de Julho | Faial




TRAVESSIA DO PORTO DA HORTA EM JANGADA A REMOS


11 agosto pelas 10h00


O Observatório do Mar dos Açores (OMA) e o Clube Naval da Horta organizam uma nova edição desta travessia caracterizada pela construção de jangadas com materiais recicláveis ou reutilizáveis. Mas este ano com uma nova vertente, será em Regata a Remos no Porto da Horta!!

Temos como objetivo “sensibilizar as pessoas das várias faixas etárias, para a importância da reciclagem/reutilização do lixo. Mostrar principalmente aos jovens que é possível dar utilidade a materiais, que a maioria das pessoas deitam fora e que por sua vez acabam por ir ter ao mar/praias”, acrescentando ser também uma “boa ferramenta para sensibilizar os jovens de que o mar não é um caixote do lixo, apesar de não se ver o que está abaixo da superfície”.

Informações e Inscrições para os emails: geral@oma.pt e secretariado@cnhorta.org , até dia 31 de julho.

18/07/17

Exposição | "Boa Nova À Noite", com Música | 22 de julho | 20h00/22h00 | Núcleo de História Militar Manuel Coelho Baptista de Lima | Museu de Angra do Heroísmo



Sábado, a partir das 20h00, o Núcleo de História Militar Manuel Coelho Baptista de Lima volta a abrir as suas portas em horário nocturno, até às 24h00.

Além de visitar os espaços expositivos, poderá ter acesso às reservas visitáveis, onde decorrem desmonstrações de limpeza de materiais e apreciar o agradável espaço exterior, das 20h00 às 22h00.

Para que a noite seja de festa, a música estará a cargo dos Djs Mr Apples & Monkeyshoes. A Minha Casa assegurará o serviço de bar.

A entrada é gratuita.

http://museu-angra.azores.gov.pt/exposicoes/permanentes/08-Nucleo-Historia-Militar/exposicao.html

14/07/17

Festival | Festival Walk & Talk Azores - Edição 2017 | Projetos Inéditos | 14 a 29 de Julho | São Miguel


De vocação experimental, o Walk&Talk privilegia a apresentação de projetos inéditos. A sua realização efetiva a programação que é desenvolvida ao longo de todo o ano pela Anda&Fala – Associação Cultural, através de residências que estimulam a criação artística contemporânea, a partir do contexto cultural e geográfico dos Açores.

O Festival regressa a São Miguel de 14 a 29 de julho, com passagem pela Terceira de 29 de setembro a 6 de outubro. Estamos a finalizar o programa do festival para voltar a ligar as ilhas através das artes, com residências de criação, novas intervenções em espaços ao ar livre, exposições, performances, concertos, sessões de cinema, workshops e conversas temáticas.

São muitas as novidades da edição de 2017 e até que o festival comece vale a pena acompanhar o programa Walk&Talk ano-todo!

ABERTURA FESTIVAL - 14 JUL / 22H00

Mais informação sobre o festival, projetos e artistas em
www.walktalkazores.org

Conferência | "Ser Hospital no Atlântico Profundo", comemoração 525 anos | 18 de Julho | 21h00 | Núcleo de História Militar Manuel Coelho Baptista de Lima | Angra do Heroísmo



O Museu de Angra do Heroísmo associa-se ao Hospital de Santo Espírito na promoção da 2ª sessão de conferências, Ser Hospital no Atlântico Profundo, a realizar no Núcleo de História Militar Manuel Coelho Baptista de Lima, a 18 de julho, pelas 21h00.

Serão palestrantes Francisco Maduro-Dias, que abordará o tema na perspectiva histórico/sócio/geográfica, proferindo uma comunicação intitulada Ilha Terceira: Meio Milénio de Vida Hospitalar Internacional e Hermínio Leitão, cuja comunicação Hospital de Santo Espírito da Ilha Terceira: do Conceito à Obra se centrará na problemática das construções hospitalares.
Esta iniciativa decorre no âmbito das celebrações dos 525 anos do Hospital de Santo Espírito, fundado a 15 de março de 1492, por João Vaz Corte-Real, 1.º capitão do Donatário de Angra e navegador, perto do mar, junto da Igreja da Misericórdia, da Casa da Alfândega e do estaleiro da Prainha, o que o assinala desde logo como estando vocacionado para apoio das armadas que corporizam o movimento expansionista que marca a idade moderna portuguesa.

As celebrações dos 525 anos do Hospital de Santo Espírito, vão prolongar-se até dia 15 de março de 2018, com conferências, exposições e o lançamento de uma medalha comemorativa.
O Núcleo de História Militar Manuel Coelho Baptista de Lima que acolhe a Coleção de Militaria do Museu de Angra do Heroísmo está alojado no Hospital Real da Boa Nova, um dos mais antigos, senão o mais antigo hospital militar do mundo.

12/07/17

Atividade | Demonstração de Tiro Com Arco | 15 de Julho | 15h00 | Núcleo de Historia Militar Manuel Coelho Baptista de Lima | Angra do Heroísmo




Na tarde do próximo sábado, dia 15 de julho, terá lugar uma demonstração de tiro com arco, no Núcleo de Historia Militar Manuel Coelho Baptista de Lima, no âmbito de uma colaboração com o Clube Desportivo de Tiro da Ilha Terceira/seção de Tiro com Arco.

Previamente, pelas 15h00, Manuel Martins fará uma comunicação em que contextualizará esta prática.
Além de assistirem treino dos atletas, o público interessado é convidado a experimentar a modalidade sob orientação dos praticantes da mesma.

A atividade decorre em regime de livre acesso e tem frequência gratuita, não carecendo de inscrição prévia.