20/09/17

Literatura | Apresentação do Livro Infantil "Orvalho" de Flávia Medeiros | 26 de Setembro | 9h30 | Biblioteca Pública e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro | Angra do Heroísmo

Apresentação do livro “Orvalho”, de
Flávia Medeiros
 
Data: 26 de setembro
Hora: 9:30
Local: Biblioteca Pública e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro
Público-alvo: infantil

A Direção Regional da Cultura, através da Biblioteca Pública e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro(BPARLSR), promove a apresentação do livro infantil “Orvalho”, com a presença da autora Flávia Medeiros. Este livro foi o primeiro trabalho resultante do Projeto Sensibilizar, cujo objetivo primordial é o de sensibilizar a sociedade para a inclusão da criança com necessidades educativas especiais. Por ser um projeto de envolvimento, a história foi escrita por Flávia Medeiros e ilustrada por quinze crianças de diferentes escolas da nossa ilha.
A apresentação do “Orvalho” na Biblioteca vem assinalar a entrada desta obra infantil no Plano Regional de Leitura e, tendo em conta o público-alvo a que se dirige, a autora dará a conhecer todo o processo de construção do livro, desde a sua criação até chegar às mãos dos leitores.

Flávia Medeiros nasceu em março de 1986. Natural de Ponta Garça, ilha de São Miguel, cedo se decide por um caminho artístico associado à educação infantil.
A primeira etapa académica é concluída com o curso profissional de Técnica Auxiliar de Infância. Mais tarde, completa a Licenciatura em Estudos Artísticos e faz uma Pós-Graduação em Educação Especial.
Reside atualmente em Angra do Heroísmo e frequenta o Mestrado em Arte e Educação.

Literatura | “Encontro com o Escritor”, David Machado | 22 de Setembro | 18h00 | Biblioteca Pública e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro | Angra do Heroísmo



“Encontro com o Escritor”
David Machado
 
Data: 22 de setembro
Hora: 10:00 – Sessão para as escolas; 18:00 – Sessão para o público em geral
Local: Biblioteca Pública e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro
Entrada Livre

A Direção Regional da Cultua, através da Biblioteca Pública e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro (BPARLSR), promove mais um “Encontro com o Escritor”, com a presença de David Machado, jovem autor português com romances premiados e dois livros infantis incluídos no Plano Nacional de Leitura.
Um dos seus romances, “Índice Médio de Felicidade”, foi agora adaptado ao cinema, por Joaquim Leitão e teve um prémio da União Europeia para a Literatura, 2015. Além disso, este livro garante que David Machado é um dos melhores ficcionistas da sua geração.
A moderação das sessões está a cargo de Paula Cotter Cabral e a sessão para o público em geral contará com um momento teatral, da responsabilidade do L. C., Sem Companhia – Grupo de Teatro Experimental, liderado por Luís Carvalho, que encenará um conto intitulado “Acho que posso ajudar”.

David Machado nasceu em Lisboa em 1978. Publicou romances, O Fabuloso Teatro do Gigante, Deixem Falar as Pedras, Índice Médio de Felicidade (prémio da União Europeia para a Literatura, prémio Salerno Libro d’Europa) e Debaixo da Pele. Publicou, além disso, vários contos para as crianças, entre eles, A Noite dos Animais Inventados (Prémio Branquinho da Fonseca 2005), O Tubarão na Banheira (Prémio Autor SPA/RTP 2010), A Mala Assombrada, Parece Um Pássaro, Eu Acredito, Uma Noite Caiu Uma Estrela e Os Livros do Rei. Os seus livros estão publicados em mais de uma dezena de línguas.

Paula Alexandra de Sousa Cotter Cabral, natural de Lisboa, nasceu em 1970, e vive na ilha Terceira há cerca de vinte anos. Defendeu, em abril de 2004, a dissertação intitulada “João de Melo”: peregrinações da memória”, integrada no Mestrado de Cultura e Literatura Portuguesas, na Universidade dos Açores. Concluiu a licenciatura em Línguas e Literaturas Modernas, variante em Estudos Portugueses e Ingleses, em 1993, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, da Universidade Nova de Lisboa. Pertence à Equipa REDA, da Direção Regional da Educação, à Comissão Coordenadora do Plano Regional de Leitura, da Secretaria da Educação e Cultura da Região Autónoma dos Açores, e lecionou Português, ao ensino secundário, na Escola Secundária Vitorino Nemésia – Praia da Vitória, onde desempenhou também os cargos de Presidente do Conselho Pedagógico e Coordenadora dos Diretos de Turma do Ensino Secundário. Atualmente, desempenha as funções de Diretora Técnica dos Serviços Pedagógicos, na Direção Regional da Educação.

L. C., Sem Companhia – Grupo de Teatro Experimental, foi constituído no ano 2010, pelo seu ator e encenador Luís Carvalho. Com formação no teatro universitário, através da participação no Grupo Cénico de Direito, da Faculdade de Direito de Lisboa, Luís Carvalho integrou o elenco das peças de William Shakespeare, Molière e Eugene O’Neill.

19/09/17

Ambiente | Parque Escolas| Programa Educativa | Açores | 2017/2018 | Escolas dos Açores




Este programa, promovido pelo Governo dos Açores e composto por cerca de 220 atividades, é a oferta educativa dos Parques Naturais dos Açores dirigida à população escolar e de caráter gratuito. A sua oferta está estruturada da seguinte forma: Parque vai à Escola - ações nas escolas; A Escola vai ao Parque, composto por A Escola vai ao Centro - ações que decorrem nos centros ambientais - e A Escola vai às Áreas Protegidas - ações educativas nas áreas protegidas, nas Reservas da Biosfera, nos Geossítios e nos locais sensíveis para a conservação da natureza.

Para além das atividades da oferta educativa, os Parques Naturais dos Açores estão disponíveis para responder a outras solicitações feitas pelas Escolas, desde que enquadradas nos objetivos de educação ambiental da Direção Regional do Ambiente. Por outro lado, os Centros Ambientais são estruturas à disposição dos professores que pretendam proporcionar uma aula diferente aos seus alunos.


As ações do Parque Escola estão sujeitas a marcação prévia e de acordo com a disponibilidade do Serviço Educativo.


Mais informamos que já se encontra disponível o novo portal Educar para o Ambiente e a Sustentabilidade, onde poderá conhecer os projetos, programas e campanhas de educação ambiental que ocorrem nos Açores, bem como utilizar os recursos educativos que se encontram disponíveis. Poderá aceder ao portal em http://educarparaoambiente.azores.gov.pt .


Artesanato | Oficina de Tinturaria | 23 de Setembro | 10h30 | Serviço Educativo do Museu de Angra do Heroísmo



O Museu de Angra do Heroísmo promove no próximo sábado, dia 23 de setembro, uma oficina de tinturaria vegetal, que terá como monitora Guida Fonseca, formadora artesã na área da tapeçaria contemporânea.
Nesta oficina, que decorre no âmbito de uma colaboração com o Centro Regional de Apoio ao Artesanato, recordar-se-á a importância da exportação do pastel e da urzela na economia açoriana, nos séculos XVI e XVII, serão explicados os princípios básicos da tinturaria tradicional com corantes vegetais e realizados tingimentos com plantas tintureiras, recorrendo a diferentes fibras naturais.
A participação é gratuita, mas limitada a 15 formandos adultos. A inscrição decorre através do telefone 295 240 800 ou do mail museu.angra.agenda@azores.gov.pt.
Este evento insere-se no programa das Jornadas Europeias do Património, uma iniciativa anual do Conselho da Europa e da União Europeia, que envolve cerca de 50 países e que tem por objetivo a sensibilização dos cidadãos para a importância da salvaguarda do Património. Em Portugal, a coordenação das jornadas cabe à Direção-Geral do Património Cultural. O tema deste ano, Património e Natureza, pretende chamar a atenção para a importância da relação entre as pessoas, as comunidades, os lugares e a sua História, mostrando como o património e a natureza se cruzam nas suas diferentes expressões, quer urbanas, quer rurais, e para a necessidade de preservar e valorizar esta relação, fundamental para a qualidade da vida, para a qualificação do território e para o reforço de identidades.

18/09/17

Festival | Festival Walk & Talk Azores - Edição 2017 | Projetos Inéditos | 29 de Setembro a 5 de Outubro | Ilha Terceira



Walk&Talk na Terceira
O Walk&Talk viaja pela segunda vez até à ilha Terceira e apresenta-se de 29 setembro a 5 de outubro em Angra do Heroísmo, cidade património da UNESCO. Uma dezena de artistas, intervenções inéditas na cidade, atividades em curso em 3 espaços, exposições, performances, cinema, workshops e conversas, completam o programa.

Para a viagem até à Terceira, o Walk&Talk e o KWY de Ricardo Gomes convidam o coletivo Baldios (pt), Carolina Celas (pt) e Roberto Ciderz (it) para os projetos do circuito de arte; residências com Nuno Costa Santos e Alexandre Borges; aos quais se juntam os projetos de Diana Marincu, Jorge Jácome, Miguel C. Tavares e Ligia Soares. Além das intervenções planeadas para espaços ao ar livre, as atividades do festival decorrem no Museu de Angra do Heroísmo, no Núcleo de História Militar Baptista de Lima e na Biblioteca e Arquivo Regional de Angra do Heróismo. Info Point e Loja W&T na Casa do Sal.

Info Point e Loja W&T na Casa do Sal.

O contexto de Angra do Heroísmo sublinha a dimensão do património na vocação do Walk&Talk, festival que promove o entrosamento entre criação contemporânea e as especificidades naturais, culturais e humanas dos Açores. De que forma as artes e os seus protagonistas poderão contribuir para a vivência de uma cidade, cuja maior riqueza e unicidade dependem da preservação do seu património histórico, será a questão chave, o ponto de partida e de reflexão para esta primeira incursão do projeto. Sem ter a ambição de encontrar respostas, queremos testar hipóteses, reunir e confrontar visões, sobre a formação do património açoriano. E, em plena cidade património de Angra, abordar o papel das dinâmicas artísticas na sua fixação, recriação e expansão permanentes.

A extensão do Walk&Talk à Terceira conta com os apoios da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo e do Governo Regional dos Açores, entre outros parceiros locais, como o Museu de Angra do Heroísmo e a Biblioteca Pública e Arquivo Regional. Viajar pelo arquipélago permite envolver diretamente as outras ilhas na dinâmica e investimento do Walk&Talk. Quer como acontece agora com a extensão a Angra, quer num futuro próximo com a realização de itinerâncias, residências e projetos criados ao longo do ano, novamente em São Miguel e na Terceira ou noutras geografias do arquipélago.

Workshop | Animação 3D - Organizado por Paulo Novo | 25 de setembro a 7 de outubro | Inscrições até ao dia 21 de setembro | Biblioteca Pública e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro


Workshop de animação 3D
- Organizado por Paulo Novo –

Data: 25 de setembro a 7 de outubro
Horário: de segunda a sexta (durante 2 semanas – 17:00 às 19:00; último dia, sábado – 14:00 às 19:00)
Local: Biblioteca Pública e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro
Público-alvo: jovens a partir dos 12 anos
Sujeito a inscrição: até ao dia 21 de setembro, bpar.angra.info@azores.gov.pt

A Biblioteca Pública e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro promove um Workshop de animação 3D, uma vez que esta temática está em todas as áreas do conhecimento humano: desde a matemática, à física, passando pela saúde, indústria, construção, etc.
Neste Workshop será desvendado, de uma forma leve, o processo criativo de animação usando software 3D, desde o seu início, após a criação do roteiro, até à animação física de um personagem. Para a consecução dos trabalhos recorrer-se-á à versão de estudante do software Autodesk Maya e a um outro software de imagem (Photoshop, Gimp ou outro).

Paulo Novo foi Diretor de Arte em várias agências de publicidade de Lisboa (de 1990 a 1995).
É licenciado em Design pelo IADE, Lisboa – 1994 e tem mestrado em animação, no Kingston University, Londres – 2001.
Professor em Artes Visuais, desenvolveu com os alunos vários projetos na área do cinema, animação e multimédia, tendo vencido alguns festivais de curtas-metragens. Participou também em diversos projetos da U. E. com outras escolas da Finlândia, Espanha e Região Autónoma da Madeira.
Em 2009 abandona o ensino e decide dedicar-se ao estudo de animação 3D. Vive no Canadá, E. U. A., República Checa e Brasil, trabalhando em vários estúdios de animação.
Volta em 2016 aos Açores, a convite da DRE, para coordenar a equipa da plataforma REDA e outros projetos do Prosucesso ligados às novas tecnologias.

Cinema | "O Cinema da Minha Vida" | "Agnus Dei - As Inocentes" , de Anne Fontaine | 23 de Setembro | 18h00 | Sala de cinema da Recreio dos Artistas | Angra do Heroísmo


O Cine-Clube da Ilha Terceira retoma a sua atividade, após um breve período de descanso de verão, com a reentreé d'O Cinema da Minha Vida com a exibição do filme Agnus Dei - As Inocentes, de Anne Fontaine, no próximo dia 23 de setembro (sábado) pelas 18h00 na sala de cinema da Recreio dos Artistas.


Sinopse: Agnus Dei - As Inocentes é um filme dramático, realizado pela luxemburguesa Anne Fontaine, que se baseia num caso real, passado na Polónia no fim da Segunda Guerra Mundial.

Após a vitória dos Aliados na Segunda Grande Guerra, Mathilde, médica da Cruz Vermelha, encontra-se na missão de ajudar os sobreviventes dos campos de concentração nazis. Estamos na Polónia, em dezembro de 1945.

O horror a que todos os dias assiste é imenso, mas ela tenta a todo o custo minorar o sofrimento dos que dela precisam. Um dia, é procurada por uma jovem noviça que lhe implora que vá consigo ao convento onde várias freiras precisam de auxílio. Apesar de reticente, acaba por se sentir impelida a ajudá-la.

Nesse lugar, para sua surpresa, vai encontrar sete freiras em final de gravidez. Meses antes, o convento foi invadido por soldados soviéticos que as violaram durante vários dias. Incapazes de conciliar a sua fé com a perda da virgindade, aquelas mulheres não conseguem superar o trauma de carregarem no ventre o fruto de um crime, delas e dos homens que as violentaram.

Fotografia | Exposição | "Quem vê caras... não vê doenças." | 18 de Setembro | 18h00 | Biblioteca Pública e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro | Angra do Heroísmo



Data: 18 de setembro a 26 de setembro
Hora: das 9:00 às 17:00
Local: Biblioteca Pública e Arquivo Regional Luís da Silva Ribeiro
Público-alvo: público em geral

A Direção Regional da Cultura, através da Biblioteca Pública e Arquivo Regional Luís da Silva
Ribeiro (BPARLSR), promove uma Exposição de Fotografia organizada por José Luís Santos.
A exposição é constituída por 24 fotografias de crianças portadoras de doenças e tem o objetivo de acabar com o paradigma da exclusão, demonstrando à população que estas e outras crianças com doenças crónicas têm os mesmos direitos e as mesmas vontades das outras.
É uma exposição solidária, cujas fotografias serão entregues às crianças logo que termine o ciclo de exposições (no final de outubro).
Os fotógrafos são: José Santos, Paulo Melo, André Morgado da Silva, Beatriz Gomes, Fernando Abreu, Marta Tomé, José Pedro, Marco Andrade e Ricardo Silva Moura.

13/09/17

Pintura | SOS Murais | 16 de Setembro | 14h30 ás 17h00 | Serviço Educativo do Museu de Angra do Heroísmo



No próximo sábado, dia 16, numa tarde a passar entre pincéis e tintas, pede-se a colaboração das crianças para repintar os murais que decoram as paredes exteriores do Serviço Educativo, elaborados em anos anteriores, e que o Inverno descolorou.

A participação é limitada a jovens e crianças a partir dos sete anos.

A inscrição é gratuita, mas dependente de inscrição prévia através do mail museu.angra.agenda@azores.gov.pt ou do telefone 295 240 800.

Consulte o cartaz anexo para ter acesso a mais informações.